Engenharia Naval – Saiba tudo sobre o curso

O curso de Engenharia Naval possui poucas faculdades em nosso país, mas há muitas oportunidades no mercado de trabalho. Considerando que há pouca mão de obra especializada. 

Quando você escuta engenharia naval, qual a primeira coisa que vem à sua cabeça? Na minha, é guerra! Mas eu estou totalmente errada, pois o profissional desta área vai muito além da construção de navios para combate.

O engenheiro naval é responsável pela construção e manutenção de pequenas a grandes embarcações, transportes de cargas por meio fluviais, e com projetos de plataformas fluentes, como as de extração de petróleo. 

Como é o curso de Engenharia Naval? 

O curso de engenharia naval possui diversas disciplinas das demais engenharias, como matemática, física e mecânica. 

Como é o curso de Engenharia Naval
Imagem ilustrativa/Pixabay

A duração do curso ideal é de 10 semestres, 5 anos, com estágio obrigatório de 160 horas e para conclusão do curso a entrega do TCC, com a formação de bacharelado.

Durante seus estudos, o futuro engenheiro naval irá estudar para se tornar apto a desenvolver projetos para criação de embarcações, peças e equipamentos para estes. Sendo responsável pela escolhas até da matéria prima a ser utilizada em tais projetos.

O que se aprende na faculdade? 

Como o engenheiro naval é o responsável pela elaboração de projetos relativos à construção de barcos, plataformas e estaleiros, deverá estudar inicialmente as disciplinas bases da engenharia: cálculo, física e mecânica. 

Posteriormente irão aprender sobre a criação de projetos marítimos, como hidrodinâmica, processo de fabricação e arquitetura naval. 

Há também o ensino de computação, eletricidade, logística de transporte aquaviário, mecânica de fluídos, entre outras.

A parte prática da faculdade se dá por meio de visitas que os estudantes realizam aos estaleiros. Também há a participação em projetos e concursos de construção de pequenos barcos.

Carreira, mercado de trabalho, quanto ganha

O formando do curso de engenharia naval não possui grandes dificuldades para se alocar em uma vaga no mercado de trabalho, pois é uma área diversa com poucos profissionais especializados, considerando que houve o aumento da demanda desses profissionais após a exploração de áreas Petrolíferas como o pré-sal, e não podemos esquecer que somos um dos maiores produtores de embarcações no mundo, perdendo para poucos países. 

O engenheiro naval pode trabalhar em algumas áreas que citaremos abaixo:

  •  Indústria naval, com a construção de lanchas até de submarinos;
  • Petrolíferas, tanto na projeção como na manutenção de plataformas;
  • Na área de pesquisa, criando e elaborando novas tecnologias para área;
  • Controle de hidrovias, pensando em todos os pontos referentes ao transporte, carga e descarga por transportes aquaviários. 

Vale lembrar que o engenheiro naval também possui oportunidades na Marinha do Brasil em projetos no norte do país. 

É uma profissão com um salário bem atrativo, pois inicialmente o engenheiro pode receber de R$ 6.7 mil a R$ 8 mil, podendo quem sabe ultrapassar o salário de R$ 10 mil após possuir experiência. 

Onde estudar? 

Como havia dito no início deste texto existem poucas faculdades em nosso país que ofertam o curso de engenharia naval. Na verdade, apenas 6 universidades possuem este curso e todas são públicas.

Abaixo segue a lista de faculdades no país onde poderá estudar e se formar como engenheiro(a):

  • UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro;
  • USP – Universidade de São Paulo;
  • UFPE – Universidade Federal de Pernambuco;
  • UFPA – Universidade Federal do Pará;
  • UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina;
  • UEA – Universidade do Estado do Amazonas.

Valor do curso de Engenharia Naval? 

O curso de engenharia naval não necessita que o aluno pague uma mensalidade, pois todas as faculdades que existem e ofertam o curso são públicas. 

Sendo assim, o custo será com a manutenção de frequentar um curso superior, com transporte, alimentação e material didático. 

Vandreza Moraes tem 32 anos, é mãe, estudante de pedagogia, servidora pública que sempre está interessada em aprender. Nascida e criada no Rio de Janeiro.

Comente